Dietas da moda e perda de peso

Feedback Blog OnVirtualGym
Feedback Blog OnVirtualGym

17 Setembro 2019 | Fitness, Nutrição

17 Setembro 2019 | Fitness, Nutrição

A obesidade, atual epidemia mundial, leva à procura de soluções que tragam resultados rápidos e eficazes na perda de peso tornando-se conversa usual as dietas da moda! Como exemplo deste tipo de dietas temos a dieta paleolítica, jejum intermitente, dieta cetogénica, low carb, low fat…Esta procura encontra-se em crescente popularidade levando a que os profissionais de saúde sejam comumente questionados sobre a eficácia das mesmas.

A realização de uma dieta exige muita força de vontade para suprimir os severos sentimentos de privação consequentes da restrição calórica com vista a posterior perda de peso.

Ao longo deste artigo abordaremos as três primeiras dietas da moda mencionadas anteriormente.


Dieta Paleolítica

Há dez mil anos as sociedades caçadoras alimentavam-se à base de proteínas, frutos da época, sementes e a quase abolição dos hidratos de carbono e lacticínios.

Um artigo de revisão conduzido por Christopher E Pitt, em que o objetivo se prendia em verificar as evidências a favor e contra a dieta paleolítica, mencionam que há apenas um número limitado de ensaios clínicos controlados que comparam a dieta paleolítica com dietas adequadas, como a dieta mediterrânea.

Ainda assim, concluem que apesar do número limitado de estudos, estes sugerem que pode haver algum benefício na dieta paleolítica, especialmente na perda de peso e na correção da disfunção metabólica.

“Se isto significar passar a ingerir menos sal, açúcar, gorduras hidrogenadas e alimentos excessivamente processados e mais frutos e hortícolas, certamente teremos ganhos em saúde. Alexandra Bento


Vantagens e desvantagens da adoção da dieta paleolítica

Vantagens:
– Rica em fibras;
– Rica em proteínas;
– Rica em vitaminas e minerais;
– Rica em antioxidantes;
– Inclui óleos polinsaturados ricos em ómega 3.

Desvantagens:
– Cansaço (provocado pela ausência de hidratos de carbono);
– Monotonia alimentar (quatro dos sete grupos da roda dos alimentos estão ausentes);
– Dificuldade na sua adaptação à vida moderna.


Jejum intermitente

jejum intermitente é uma estratégia alimentar que alterna períodos de jejum com períodos de ingestão de alimentos.

Grant M. Tinsley e seu colaborador conclui que as pesquisas sobre alimentação com restrição de tempo são limitadas não havendo até ao momento conclusões claras, sendo necessários estudos no futuro que examinem os efeitos a longo prazo e os possíveis efeitos sinérgicos da combinação do jejum intermitente com o exercício. Em contrapartida, Stephen D. Anton, juntamente com a sua equipa de trabalhos conclui em um dos seus trabalhos que o jejum é uma prática saudável, com vantagens para o funcionamento do cérebro.


Vantagens e desvantagens da prática do jejum intermitente

Vantagens:
– O jejum prolonga a expectativa de vida;
– Reduz a velocidade degenerativa dos neurónios em doenças como Alzheimer ou Parkinson;
– Reduz os processos oxidativos dos órgãos;
– Atrasa o envelhecimento o aparecimento de doenças crónicas relacionadas com o envelhecimento.

Desvantagens:
– Fraqueza muscular;
– Cansaço;
– Alterações de humor;
– Irritabilidade;
– Desidratação.

“Este método ainda causa muita divergência entre a comunidade científica, uma vez que são discutíveis as suas vantagens.” Ana Rita Lopes


Dieta Cetogénica

dieta cetogénica é caracterizada por uma redução drástica de hidratos de carbono (geralmente para menos de 50g por dia) da alimentação e um aumento relativo nas proporções de proteínas e gorduras.

Esta dieta é utilizada desde a década de 1920 como terapia para epilepsia e, em alguns casos, podem remover completamente a necessidade de medicamentos.

“No caso de crianças com epilepsias graves, resistentes à medicação, já acompanhei alguns casos que tiveram uma melhoria acentuada. A dieta permitiu a redução dos fármacos, o que se refletiu no desenvolvimento cognitivo e no bem-estar geral, quer das crianças como dos familiares.” Eduarda Alves

“Esta dieta pode ajudar a controlar os índices de glicemia nos pacientes com diabetes tipo 2.” Bruno Pereira

Anos mais tarde, a partir da década de 1960, a dieta cetogénica tornou-se amplamente conhecida como um dos métodos mais comuns para o tratamento da obesidade.

Estudos indicam que existem fortes evidências de que o uso da dieta cetogénica na terapia de perda de peso é eficaz, no entanto, existem teorias contrastantes sobre os mecanismos pelos quais esta funciona.

“A diferença na perda de peso parece desaparecer com o tempo. As pessoas têm tendência a aumentar o consumo de hidratos de carbono após alguns dias ou semanas de restrição. Deste modo, esta alimentação vai favorecer oscilações ao longo do tempo. Bruno Pereira

Acabe com o papel no seu Ginásio! Form Check OnVirtualGym

Inove o seu modo de Reservas! Form Check OnVirtualGym

Otimize a produtividade da sua Equipa! Form Check OnVirtualGym

Simplifique o Acompanhamento Nutricional! Form Check OnVirtualGym

Aumente a Taxa de Retenção! Form Check OnVirtualGym

Form Check OnVirtualGym Acabe com o papel no seu Ginásio!

Form Check OnVirtualGym Inove o seu modo de Reservas!

Form Check OnVirtualGym Otimize a produtividade da sua Equipa!

Form Check OnVirtualGym Simplifique o Acompanhamento Nutricional!

Form Check OnVirtualGym Aumente a Taxa de Retenção!

Form Check OnVirtualGym Acabe com o papel no seu Ginásio!

Form Check OnVirtualGym Inove o seu modo de Reservas!

Form Check OnVirtualGym Otimize a produtividade da sua Equipa!

Form Check OnVirtualGym Simplifique o Acompanhamento Nutricional!

Form Check OnVirtualGym Aumente a Taxa de Retenção!

Conclusão

Em síntese, todas as dietas mencionas são baseadas no conceito de restrição calórica, que por consequência levam à perda de peso, tal como a revisão da literatura indica.

Ademais, a perda de peso através da realização das dietas da moda, provavelmente está associada ao efeito saciante da proteína.

Definitivamente, a maioria dos estudos que sustentam as dietas da moda são limitados e concluem necessitar de mais estudos a longo prazo.

 

“É preciso paciência para se chegar a conclusões mais fidedignas, mas o que acontece é que não se dá tempo, não se analisa bem e depois reproduzem-se estudos que só suportam as crenças de quem os propaga. Vítor Hugo Teixeira

Por fim, para uma perda de peso saudável e melhor estilo de vida, devem ingerir-se alimentos de todos os grupos alimentares e estes devem ser ingeridos de forma variada, equilibrada e completa.

 

“Se pretender perder peso, deve optar por um regime que a ensine a comer melhor, fazendo uma reeducação alimentar, com base num acompanhamento individualizado e assíduo. É fundamental que a pessoa se alimente com prazer e, com vontade de comer, vai conseguir manter os novos hábitos alimentares e um peso saudável. Eduarda Alves

 

Fontes:

Flipping the Metabolic Switch: Understanding and Applying Health Benefits of Fasting, 2018 – HHS Public Access

Effects of intermittent fasting on body composition and clinical health markers in humans, 2015 – Nutrition Reviews

Cutting through the Paleo hype: The evidence for the Palaeolithic diet, 2016 – Clinical.

Popular Weight Loss Strategies: a Review of Four Weight Loss Techniques, 2017 – Curr Gastroenterol Rep.

Beyond weight loss: a review of the therapeutic uses of very-low-carbohydrate (ketogenic) diets, 2013 – European Journal of Clinical Nutrition