Estou lesionado e agora?

Lesão
Lesão

22 Fevereiro 2022 | Fitness

22 Fevereiro 2022 | Fitness

Todo o praticante de exercício físico regular está suscetível de sofrer lesões musculares provocadas por esta prática. Por este motivo, devem ser tidos em consideração alguns cuidados preventivos, para que estas não ocorram.

Embora regular são vários os fatores que podem levar ao surgimento das lesões, tais como fatores individuais (sexo, idade, composição corporal, estado de saúde, capacidade física) e fatores extrínsecos (modalidade desportiva, posicionamento e postura no exercício, organização do treino e competições, condições atmosféricas, alimentação e hidratação, descanso).

Mesmo tendo em atenção os vários fatores referidos anteriormente, por vezes a lesão acontece e nesse caso, medidas para contribuir para uma rápida melhoria devem ser tomadas. A lesão leva a uma paragem ou redução do ritmo de treino e como tal, pode haver quebras na massa muscular, e para evitar que essa situação seja agravada, a alimentação tem um importante papel.

Antioxidantes
Durante a prática de exercício físico, a produção de Radicais Livres e Espécies Reativas de Oxigénio (compostos tóxicos) é aumentada. O músculo tem processos anti-inflamatórios que contribuem para eliminar estes compostos. Quando estes últimos estão em excesso, podem provocar stress oxidativo das células, destruição de membranas e proteínas celulares, levando à diminuição do rendimento físico. Os antioxidantes intervém neste momento, para prevenir a indução de danos musculares e outras consequências negativas para a saúde do atleta.

No entanto, quando o atleta se encontra em fase de recuperação pós-lesão, os antioxidantes em demasia podem provocar inibição da remoção do tecido muscular danificado pela inflamação e atrasar a regeneração e recuperação.

Vitamina A
Beneficia e auxilia na fase inicial da inflamação, aumentando o volume de monócitos e macrófagos circulantes, evita a aglomeração de pus na região infetada. Assim, contribui para a eliminação de células e tecidos mortos, aumentando a velocidade de cicatrização e recuperação.

Vitamina C
Tem como principal função ativar a produção de colagénio, contribuindo para a reparação dos tecidos, com a produção de tecido conjuntivo e cartilagem. Além disso, promove uma melhor absorção de Ferro. Em fase de lesão, as necessidades diárias são maiores e as perdas de Vitamina C estão também aumentadas, e quando não há aporte suficiente, pode atrasar e prejudicar todo o processo de recuperação.

Vitamina E
Por funcionar como antioxidante, é contributo para a recuperação muscular quando atinge os níveis adequados. Aumenta a elasticidade da fibra muscular e previne novos danos musculares.

Zinco
Importante promover as doses diárias recomendadas, dado promover o crescimento celular, com a formação de colagénio e novo tecido epitelial, processos essenciais na recuperação de uma lesão. Quando há imobilização (provocada pelo tipo de lesão), há também uma diminuição da densidade óssea quando os níveis de Zinco não são atingidos.

Cálcio
Importante para promover a densidade óssea. Quando os valores de consumo são baixos, as reservas corporais deste mineral são também reduzidas, prejudicando a reabsorção óssea de Cálcio. Os níveis diminuídos podem ser causadores de fragilidade óssea ou osteoporose podendo levar a lesões, como as fraturas.

Vitamina D
Associada com o Cálcio, aumenta a absorção deste último e como tal, valores reduzidos deste elemento, potenciam o risco de lesões ósseas. Assim, além de garantir os níveis adequados de Cálcio é importante que as necessidades diárias de Vitamina D sejam igualmente repostas.

Além deste processo, a Vitamina D contribui para o controlo da inflamação, resultado da acumulação de fluídos na zona lesada.

Ferro
Níveis baixos deste mineral (sobretudo em atletas do sexo feminino), pode levar a anemia, prejudicando o rendimento físico, e a capacidade de treino. Tem como principal função transportar o oxigénio para os músculos e outros tecidos. Quando se encontra em valores deficitários, pode provocar o aparecimento de fadiga precoce, aumentando o risco de lesões.

Quando se fala em lesão é preferível prevenir do que remediar. No entanto, ao se encontrar numa situação de tratamento, a alimentação vai contribuir para que a recuperação e retoma do treino sejam breves e com os melhores resultados.

 

Nutricionista, Jacinta Mendes
3341N

Acabe com o papel no seu Ginásio! Form Check OnVirtualGym

Inove o seu modo de Reservas! Form Check OnVirtualGym

Otimize a produtividade da sua Equipa! Form Check OnVirtualGym

Simplifique o Acompanhamento Nutricional! Form Check OnVirtualGym

Aumente a Taxa de Retenção! Form Check OnVirtualGym

Form Check OnVirtualGym Acabe com o papel no seu Ginásio!

Form Check OnVirtualGym Inove o seu modo de Reservas!

Form Check OnVirtualGym Otimize a produtividade da sua Equipa!

Form Check OnVirtualGym Simplifique o Acompanhamento Nutricional!

Form Check OnVirtualGym Aumente a Taxa de Retenção!

Form Check OnVirtualGym Acabe com o papel no seu Ginásio!

Form Check OnVirtualGym Inove o seu modo de Reservas!

Form Check OnVirtualGym Otimize a produtividade da sua Equipa!

Form Check OnVirtualGym Simplifique o Acompanhamento Nutricional!

Form Check OnVirtualGym Aumente a Taxa de Retenção!